Multiplicação de conhecimentos proporciona continuidade dos Sistemas Agroflorestais

Escola Agroflorestal, da Cooperafloresta,desenvolve Educação Ambiental por meio da capacitação e conscientização das famílias agricultoras e comunidade em geral

 Socializar experiências para ampliar e dar continuidade aos Sistemas Agroflorestais. Com este propósito, a Escola Agroflorestal foi constituída. Trata-se de um espaço informal de formação e capacitação onde a Associação dos Agricultores Agroflorestais de Barra do Turvo/SP e Adrianópolis/PR (Cooperafloresta) socializa sua experiência e, ao mesmo tempo, constrói conhecimentos através da prática agroflorestal, desenvolve metodologias participativas e realiza estudos  e pesquisas. A Escola é apoiada pelo Projeto Agroflorestar – patrocinado pela Petrobras através do Programa Petrobras Ambiental – e pela Fundação Interamericana.

foto

Escola Agroflorestal

Por meio de metodologias participativas e atuando em diversas frentes, famílias agricultoras, jovens, técnicos estudantes, pedagogos tornam-se agentes multiplicadores dos Sistemas Agroflorestais, que estão contribuindo para o resgate social de centenas de brasileiros, aliado à conservação e recuperação dos recursos naturais.

Para tanto, o Curso de Jovens para formação de técnicos agroflorestais; a Formação de Agricultores através de oficinas; os Mutirões Agroflorestais; os Estágios; Intercâmbios Técnicos e as Palestras de Educação Ambiental em escolas públicas, entre outras atividades,  fazem parte do programa da Escola Agroflorestal.

“Dentro do contexto da proposta pedagógica, assumimos o compromisso de formar a nova geração que vai suceder o projeto das agroflorestas executado pela Cooperafloresta”, explica o coordenador pedagógico da Escola, Carlos C. Castro.

“Para isso, contamos com educandos formados pelo Curso de Jovens da Cooperafloresta como agentes educadores e obtivemos sucesso além do esperado, já que, atingimos um universo de cerca de 2 mil estudantes de Ensino Médio e Fundamental envolvidos nas variadas vertentes da Escola”, comemora Carlos C. Castro

Outro relevante resultado é que dos 16 jovens que concluíram o processo de formação, 70% deles estão atuando na Cooperafloresta, trabalhando como técnicos;  na logística de infraestrutura; na comercialização coletiva; entre outras”, finaliza o coordenador pedagógico.

Metodologia

Escola Agroflorestal busca educar, capacitar e conscientizar os integrantes por meio da interdisciplinaridade e transversalidade. Entre as temáticas trabalhadas nas Oficinas, manejo de agroflorestas, fotografia, experiências de permacultura, legislação ambiental, estudo de solos, questão agrária, práticas agroflorestais, tecnologias de produção, metodologias participativas de organização social, mutirões agroflorestais, certificação participativa, comercialização coletiva em mercados solidários.

foto

Para abordar esses tópicos foram usadas técnicas de teatro, trabalhos corporais, composição de diferentes tipos de peças de expressão artísticas, yoga, debates, reflexões orais e escritas, fotografia, dança (incluindo a capoeira) e músicas.

 Interdisciplinaridade

“Buscamos fazer com que todas as atividades tenham como mote propulsor a Agrofloresta. Tratamos a sustentabilidade não apenas como geradora de renda, mas consideramos os aspectos sociais, ambientais e culturais deste tema”, ressalta Carlos C. Castro, coordenador pedagógico da Escola Agroflorestal.

Realização

O projeto de Educação ambiental da Cooperafloresta conta com uma equipe multidisciplinar, sendo doistécnicos formados pela própria Associação, e outros 25 profissionais de áreas diversas que coordenam a realização das Oficinas da Escola Agroflorestal. Além disso, a Escola conta com a parceria de 32 organizações, entre Associações, Sindicatos, Associações de Remanescentes de Quilombos, universidades e escolas.
“Sem a multiplicação de conhecimentos não seria possível concretizar um projeto desta envergadura. Por isso, para a disseminação efetiva da proposta agroflorestal da Cooperafloresta que vivenciamos é mais do que preciso destacar a parceria com as Escolas de Agroecologia da Via Campesina e do MST (Movimento Sem Terra)”, pontua Carlos Castro.

foto

Metodologias participativas permanentes da Cooperafloresta

A construção de conhecimento ocorre permanentemente na Cooperafloresta. Desde o início do processo, quando as famílias desenvolvem suas agroflorestas, os agentes multiplicadores e técnicos assessoram os grupos na qualificação da sua produção, os pesquisadores desenvolvem experimentos, estudos e intercâmbio com os agricultores e agricultoras.

“É importante ressaltar que neste processo dialógico de saberes, muitas vezes o protagonismo está nas mãos dos agricultores. Assim, o conhecimento gerado vem empoderando e ampliando os espaços de intervenção da Cooperafloresta e de seus associados”, finaliza o engenheiro agrônomo Nelson Correia Netto, coordenador do Projeto Agroflorestar e técnico da Cooperafloresta.

Sobre o Projeto Agroflorestar

logo

Projeto Agroflorestar foi selecionado no Edital 2010 do Programa Petrobras Ambiental. Iniciou em dezembro de 2010, sendo fruto de uma articulação entre a Cooperafloresta e dezenas de organizações governamentais e não governamentais. O projeto tem como proposta promover a recuperação e conservação dos recursos naturais, com foco na fixação de carbono e emissões evitadas, através do aprimoramento e ampliação da prática agroflorestal junto à agricultura familiar, comunidades quilombolas e assentamentos gerando referenciais técnicos e metodológicos, socializando e multiplicando os conhecimentos e experiências construídos por meio de atividades de formação, capacitação, intercâmbios e educação ambiental. Foram implementadas ações para formação e capacitação enfocando a agrofloresta, gestão dos recursos naturais e adequação ambiental; assessoria técnica e fomento à produção de produtos agroflorestais; pesquisa e geração de indicadores e metodologia de fixação de carbono; educação ambiental e estímulo ao consumo consciente e responsável. O Projeto Agroflorestar encerra-se em dezembro de 2012, tendo contribuído de forma muito expressiva para a qualificação e multiplicação da prática agroflorestal, fortalecimento organizações envolvidas e recuperação e conservação dos recursos naturais.

http://agroflorestar.org.br

Sobre a Cooperafloresta

logo

A Cooperafloresta fundada em 2003 atua diretamente com 110 famílias agricultoras e quilombolas. Promove o fortalecimento da agricultura familiar assessorando os processos de organização, formação e capacitação das famílias agricultoras, planejamento dos sistemas agroflorestais, além do beneficiamento, agroindustrialização, certificação participativa e comercialização da produção.

http://cooperafloresta.org.br/

Esta entrada foi publicada em Notícias e marcada com as tags , , , .

Uma resposta a Multiplicação de conhecimentos proporciona continuidade dos Sistemas Agroflorestais

  1. maria arnete disse:

    antes de tudo, parabéns pelo trabalho! Quero levar esses vídeos para apresentar na minha comunidade, mas queria saber se não tem um jeito de tirar a música de fundo, pois prejudica consideravelmente a audição da informação. Ficaria muito grata se alguém me pudesse sugerir uma forma. Obrigada! Parabéns Agroflorestar, Excelente trabalho!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *